Poesias

o nosso elemento singular

coordenado pela editora Lunna Guedes
lunnaguedes@gmail.com

Quando criamos o selo Scenarium… optamos por publicar exemplos de poesias. Os nossos livros tem, no máximo, 50 poemas divididos em cadernos amarrados com fitas de cetim… o projeto gráfico é desenvolvido em cima do conteúdo selecionado para publicação o que permite que cada livro será único…

CAMINHOS tortos

A poesia de Manogon é um andar na corda bamba… gestual, quase circense. É o instante anterior ao abrir das cortinas. O passar das falas no camarim. O último olhar no espelho… o último aviso antes do breu da vida-memória-cena.

PERFUMES & palavras

A poesia de Ingrid Caldas passeia pela superfície da pele em busca de rastro. Temos os cadernos por folhear e é como se a mão percorresse as linhas de um corpo que se oferece ao toque dos tipos, revelando rasuras que a Autora não deixou passar…

O LADO de dentro

A poesia de Mariana Gouveia viaja no tempo e espaço, e nos põe sentados a mesa do café,  para divagarmos sobre lugares imaginários onde o vento leva arrepio a pele onde os sentimentos todos se amontoam e são como pétalas na primavera, e são como folhas no outono, e são também verão e inverno..

DENTRO DE UM BUKOWSKI

O nome veio de uma resposta. Um comentário que eu gostaria de minha vida dentro de um livro, de preferência dentro do Buko. Tenho metas singelas. Todas envolvem dominar o mundo.

Gota a Gota

A poesia de Chris Herrmann pretende levar você ao caminho das águas distantes e profundas da poesia. Cada poema uma inspiração. Cada ilustração uma nova viagem. Tudo para que você construa seu próprio barquinho e deixe que os ventos o levem por amares até então desconhecidos. Mas muito cuidado: gotas que se juntam também podem transbordar. Você poderá se identificar e se perder pelas marolas da fantasia.

DIÁRIO das coisas QUE NÃO aconteceram

…com o Diário, ou “des-diário” pretende-se quase muita coisa. Inventar os dias que não existiram. Conforme o tempo passa sem acontecer o que inventamos de ser, em luz e sombras, dias e noites, nascer e morrer.

O sol da tarde

O sol da tarde é livro de recolhimento. Desenhado nos tons escuros da dor e do medo. Tempo de maturação e rumores.
O ritmo tem a delicadeza da respiração, mas nele, o pensamento está em carne viva. Ali, onde cada palavra é áspera e a memória é pontiaguda, o amor débil e tênue espia.

Verbo proibido

A poesia de Adriana Elisa tem cor-aroma e precisa ser tragada num pesado gole para que o efeito de seu ‘verbo proibido’ seja sentido no fundo de si.

Diário do fim do mundo

São poemas e memória:  mosaico da consciência onipresente que se sucede na voragem do pensamento catalográfico e nem por isso menos emotivo.  É o homem mirando a si mesmo, desde as paisagens por onde passa, até reencontrar em cada palavra o passado, o presente e o futuro, que ainda teima.

LABAREDA

A poesia de Katia Castañeda não é experimento, mas flerta com esse elemento ao nos propor um jogo…. em que uma vida inteira ou um breve instante cabem dentro de um único verso, que irá restar enquanto sustentáculo de todo o livro, após a leitura.

Tempestade Urbana

Tempestade Urbana é um exercício de coletividade. O diálogo das artes é motriz de poemas de resgate. Aqui, o indivíduo se soma ao bem comum para só assim se transformar no humano repleto de possibilidades. Um livro de muros e horizontes, invisibilidade e plenitude. Um livro de amor pela cidade e pela arte urbana que brota, esplendorosa, do seu asfalto.

Palavr(Ar)

Na poesia de Nirlei Maria Oliveira não encontraremos frases-versos de efeito, ou a figura de estilo que visa impor uma imagem de grande aparato. Os poemas — divididos em três partes e ardilosamente somados — que compõe o PalavrAr… exibem uma poeta alinhada com o contemporâneo.

Lava

Lava é um caderno de poesias alinhavado com fita de cetim… É sobre brasa e sobre marés!

Corte cego

Corte Cego é um livro de pausas, de silêncios, sussurros ao pé do ouvido, toques de pelos eriçados, carícias de letras e frases carinhosas, de interação com o meio, sorrisos mudos, lágrimas contidas. 

Um comentário em “Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s