Série Exemplos… de Poesias!

Ainda é tudo novo por aqui… estou a combinar elementos e a escolher o que serve ou não. Ainda é tudo feito no automático dos gestos. Me preocupei muito mais com o conteúdo que se oferece as folhas, que com o Livro em si… até pela consciência de que ainda era muito cedo para que se cumprisse certas exigências.

Sei que ao vislumbrar um livro a partir de suas futuras linhas, naturalmente, idealizo todo um cenário em minha pele-mente-alma… algo como uma casa: com os cômodos, a mobília, o quintal, o caminho até o portão, a calçada, uma árvore e também a rua… com seus movimentos em pares.

Criar cenários é coisa bastante comum ao meu imaginário — sempre ativo — mas não sei como o leitor e, também, o autor pensam um livro… contudo, gosto de supor que, ao desenvolver esse projeto-primeiro para a Scenarium, o meu universo lúdico se esparrama pelos lugares por onde passo… como se fosse uma planta com todos aqueles traços e retas…

Eis a premissa do projeto Exemplos: “eu ofereço os “cômodos e os autores… a mobília! E, aos poucos, vamos dando forma a casa”.

Mais tarde, chegam os amigos para visitar…


Com vocês: E.x.e.m.p.l.o.s de Poesias de:
Akira Yamasaki, Mariana Gouveia e Manoel (manogon) Gonçalves.